IPCA-15: IBGE aponta inflação de 0,31% em janeiro

O valor do IPCA-15 Hoje está em 0,31%

IPCA-15 Acumulado últimos 12 mêses

DataVariação em %Variação no AnoAcumulado 12 meses
2024/Janeiro0,310,314,47
2023/Dezembro0,44,724,72
2023/Novembro0,334,304,84
2023/Outubro0,213,965,05
2023/Setembro0,353,745,00
2023/Agosto0,283,384,24
2023/Julho-0,073,093,19
2023/Junho0,043,163,40
2023/Maio0,513,124,07
2023/Abril0,572,594,16
2023/Março0,692,015,36
2023/Fevereiro0,761,315,63

O IPCA-15, considerado a prévia da inflação oficial no país, apresentou alta de 0,31% em janeiro, bem abaixo das expectativas do mercado de 0,47%, permitindo a abertura dos juros em queda. No acumulado de 12 meses, o índice alcança 4,47%, também abaixo das expectativas de 4,63%.

Os principais fatores de baixa foram passagem aérea, itens de transporte público e energia elétrica. Apesar da surpresa positiva, a difusão da inflação (métrica que observa a quantidade de itens que subiram no mês) foi bastante alta em 67%.

Núcleos e Serviços Subjacentes

O grupo de Serviços Subjacentes, o qual considera serviços de menor volatilidade, saiu de uma aceleração de 0,39% em dezembro para uma aceleração de 0,68% em janeiro. Esse indicador, apesar de ter se aproximado, ainda segue abaixo da média histórica.

Quanto à média dos núcleos, apesar de uma aceleração de 0,29% para 0,34%, o resultado ficou bastante abaixo do observado na média histórica para o mês de janeiro.

Leitura do IPCA-15

O resultado trouxe melhorias para a inflação cheia e para a leitura da inflação em 12 meses, porém a inflação em serviços subjacentes pressionada segue sendo um importante item a ser acompanhado nos próximos resultados.

Para a discussão do COPOM da próxima semana, o mercado espera um corte de 50 pontos percentuais.