Jorge Paulo Lemann: o Rei da Cerveja e homem mais rico do Brasil

Conheça mais sobre a história de Jorge Paulo Lemann, sua trajetória pessoal e profissional na indústria cervejeira.

Nord Research 06/12/2023 12:11 5 min Atualizado em: 04/01/2024 11:30
Jorge Paulo Lemann: o Rei da Cerveja e homem mais rico do Brasil

O "Rei da Cerveja" é conhecido como um dos homens mais ricos do Brasil, destacando-se não apenas por sua vasta fortuna, mas também por sua liderança inovadora na indústria de bebidas.

No cenário empresarial brasileiro, Jorge Paulo Lemann é uma das figuras mais proeminentes, não apenas por sua fortuna, mas também por seu papel na indústria cervejeira. Neste artigo, contaremos mais sobre sua trajetória pessoal e profissional, além de falarmos sobre a criação da Ambev. Para saber mais, continue a leitura!

Quem é Jorge Paulo Lemann?

Trata-se de um empresário e investidor brasileiro nascido em 26 de agosto de 1939, na cidade do Rio de Janeiro. Boa parte das pessoas o conhecem por ser um dos homens mais ricos do país, porém há mais de sua história, principalmente na indústria de bebidas.

Jorge Paulo Lemann também é conhecido como “Rei da Cerveja”, por conta de sua influência e transformação das empresas do setor.

Trajetória de Jorge Paulo Lemann

Seu pai, Paulo Lemann, era um empresário suíço que veio para o Brasil durante a Segunda Guerra Mundial. Já a família Lemann tinha raízes no setor bancário, e isso possivelmente influenciou o interesse de Jorge Paulo Lemann pelo mundo dos negócios.

É importante destacar que Lemann teve uma educação sólida desde cedo, tendo ingressado na Escola Americana do Rio de Janeiro e, posteriormente, mudando-se para os Estados Unidos para cursar economia na renomada Universidade Harvard.

Sua formação na universidade americana não apenas proporcionou a ele uma base acadêmica sólida, mas também o expôs a um ambiente internacional e à cultura empreendedora.

Outra característica interessante do empresário é sua paixão pelo esporte. Na juventude foi um tenista, que inclusive participou de competições importantes, incluindo Wimbledon. O amor era tanto que ele continuou presente no esporte por anos, chegando a investir em projetos relacionados a ele.

Em parceria com outros empresários, como Marcel Telles e Beto Sicupira, ele adquiriu participações em grandes empresas esportivas, incluindo a fusão que resultou na criação da InBev, onde a paixão pelo esporte se misturou à visão estratégica nos negócios.

Império da cerveja

Apesar do conhecimento no setor financeiro, o nome de Jorge Paulo Lemann ficaria eternamente associado à indústria de bebidas. Isso porque, em 1989, o grupo liderado por ele adquiriu a cervejaria Brahma, dando início a uma série de fusões que transformariam o mercado de cervejas no Brasil. A união da Brahma com a Antarctica, em 1999, resultou na criação da Ambev, uma das maiores cervejarias do mundo.

Para ele, ainda não era o suficiente e sua estratégia agressiva não parou por aí. Ainda em 2004, a Ambev se fundiu com a belga Interbrew, originando a InBev, uma gigante global no setor de cervejas. O empresário brasileiro não hesitou em expandir sua presença internacional, adquirindo marcas renomadas como a norte-americana Anheuser-Busch, em 2008, criando assim a Anheuser-Busch InBev, a maior cervejaria do mundo.

Criação da Ambev

A criação da Ambev (Companhia de Bebidas das Américas) foi um marco significativo na trajetória de Jorge Paulo Lemann e seus sócios, Carlos Alberto Sicupira e Marcel Herrmann Telles. A formação da companhia foi resultado de uma série de movimentos estratégicos e fusões que transformaram a empresa em uma das maiores cervejarias do mundo.

Basicamente, tudo começou em 1989, quando Lemann liderou um grupo de investidores na aquisição da cervejaria Brahma. A Brahma já era uma marca consolidada no mercado brasileiro, mas a visão de Lemann não se limitava apenas a fortalecer a presença local.

Anos depois, em 1999, um movimento estratégico transformador aconteceu quando a Brahma se fundiu com sua concorrente, a Antarctica, criando assim a Ambev. A união dessas gigantes não apenas ampliou a participação da Ambev no mercado interno, mas também estabeleceu as bases para sua expansão internacional.

Expansão internacional

Com a liderança visionária de Lemann, a empresa buscou oportunidades além das fronteiras brasileiras, já que não era mais suficiente ser uma gigante no Brasil. Assim, em 2004, a companhia se fundiu com a belga Interbrew, originando a InBev.

Essa fusão global teve como resultado a criação de uma cervejaria que ultrapassava fronteiras, estendendo sua presença para mercados internacionais. A InBev se tornou uma das maiores cervejarias do mundo e abriu caminho para negócios ainda mais ambiciosos.

Jorge Paulo Lemann, em parceria com seus sócios, expandiu ainda mais seus horizontes empresariais ao adquirir o Burger King em 2010. A compra da rede de fast food foi realizada por meio da empresa de private equity 3G Capital, liderada por ele. Essa aquisição teve como objetivo não apenas diversificar os investimentos do grupo, mas também aplicar a eficiência operacional.

Gostou deste conteúdo? Acesse nosso blog e leia “10 homens mais ricos do mundo e do Brasil

Resumindo

Receba conteúdos e recomendações de investimento gratuitamente

Obrigado pelo seu cadastro!

Acompanhe nossos conteúdos por e-mail para ficar por dentro das novidades.

Quem é o homem mais rico do Brasil em 2023?

Em 2023, assim como em anos anteriores, Jorge Paulo Lemann era frequentemente citado como um dos mais ricos.

Qual é a fortuna estimada de Jorge Paulo Lemann?

O comando, avaliado em US$17,3 bilhões, está sob Vicky Safra e seus filhos, que assumiram em abril. Lemann, por sua vez, possui uma fortuna estimada de US$15,6 bilhões.

Onde mora o Lemann?

Após uma tentativa de sequestro de seus filhos em São Paulo em 1999, Jorge Paulo Lemann, filho de um suíço, mudou-se para a Europa com a família.

Compartilhar